Oh! A queda das folhas (Emily Brontë)

 

 

Img_2459

 

Oh, a queda das folhas,

A morte lenta das flores,

A sombra sem fim das noites

E o dia esfacelado!

 

E, no entanto, cada folha

Fala-me de felicidade,

E voa alegremente

Da velha árvore de outono.

 

E, me verão sorrir

As coroas de neve,

Às brancas florações

Que devastam as rosas.

 

E me ouvirão cantar,

Quando a noite desfalecente

Anunciar tristemente

O dia escuro e deserto.

01_vector bird

O Vento da Noite
Tradução de Lúcio Cardoso
Livraria José Olímpio Editora
Ano: 1944

 

┼Ψ╬† sσnia ┼Ψ╬┼

Gosto de tudo da Inglaterra: literatura, filmes, séries, sitcons, sotaque, educação, polidez, costumes, parques, praças, arquitetura… Tudo! Fui Influenciada pela literatura inglesa que eu li avidamente. Morar lá é o meu objetivo de vida.