Jane Austen – Uma vida revelada (Catherine Reef)

De alguns anos para cá, Jane Austen passou de autora desconhecida entre os brasileiros para uma das queridinhas entre os leitores. Lembro da época em que descobri a autora e fiquei que nem louca procurando por seus livros em livrarias, sebos e bibliotecas, mas era tão difícil achá-los! Graças a Deus, este cenário mudou. Hoje temos inúmeras edições de suas obras, além das obras inacabadas, biografias e até obras de outros autores que fizeram releituras e novas versões para os clássicos de Jane Austen.

Li uma biografia da autora recentemente, chamada “Jane Austen – Uma vida revelada”, e baseada nesta obra que vou falar um pouquinho sobre esta querida escritora e também deixá-los a par da minhas impressões sobre este livro escrito por Catherine Reef.

unnamed-5

Jane é uma das minhas autoras favoritas, pois suas obras são simplesmente incríveis e a autora tem um tom sarcástico de descrever a sociedade de sua época. Segundo o escritor Henry James, seus romances oferecem aos leitores “breves impressões da verdade humana, breves lampejos de uma visão inabalável, breve golpes de mestre da imaginação“. E, como explica Reef em um dos trechos do livro:

“Jane Austen escrevia em uma linguagem simples e concentrava-se nos personagens. Os romances revelam um profundo entendimento psicológico de como as pessoas pensam, se comportam e se expressam. Embora ela tenha escrito sobre homens e mulheres de seu próprio tempo e lugar, seus personagens ainda soam verdadeiros, pois a autora capturou a essência da natureza humana.”

Entretanto, pouco se sabe sobre a vida da autora. A maioria de suas cartas foram queimadas após seu falecimento por seus familiares. E, até mesmo, pouco se sabe de sua aparência física. O único retrato existente da autora é uma aquarela de autoria de Cassandra Austen, irmã de Jane. Contudo, os que conheceram Jane Austen em vida alegaram que o retrato não era muito condizente com a realidade. Talvez seja por esse motivo que o livro de Catherine Reef sobre a autora não apresenta nada de muita novidade do que vemos por aí sobre a história de vida de Jane Austen, a diferença é que será um pouco mais aprofundado do que ler sobre a vida da autora na Wikipédia. No livro, encontramos descrições mais aprofundadas sobre a época, costumes e situação histórica do século XVIII e XIV, além de mais detalhes sobre os familiares e as influências destes na vida e obras dela.

Nascida em 16 de dezembro de 1775 em Steventon, Hampshire, Inglaterra, Jane Austen era a sétima filha do reverendo George Austen e Cassandra Leigh. George era um pároco anglicano local e sustentava a família dando aulas particulares e residindo alguns alunos em seu casa. O casal teve um total de oito filhos, sendo somente duas meninas, a mais velha delas era Jane e a outra filha, Cassandra. As duas irmãs eram muito amigas e confidentes. Quando Jane faleceu em 18 de julho de 1817 aos 41 anos nos braços da irmã, esta anunciou “Ela era o sol da minha vida, o ouro de cada vitória e o bálsamo de cada derrota, é como se eu tivesse perdido uma parte de mim mesma“. Jane Austen e a irmã jamais se casaram e moravam juntas. Cassandra chegara a ficar noiva quando mais nova, mas seu noivo faleceu e ela então optou por não se casar com nenhum outro possível pretendente.

Quanto a Jane Austen, há cartas que ela escreveu para sua irmã Cassandra falando sobre Tom Lefroy, que revelavam um tom de paixonite juvenil. Eles foram apresentados por amigos em um baile e na breve estadia do jovem na região pareciam ter se dando muito bem um com o outro. Contudo, a família do jovem irlandês tinha planos para eles que não envolviam casamento com uma jovem sem muitos atrativos financeiros.

Jane escreveu seis romances completos, e algumas peças, novelas, juvenílias. Suas seis obras completas são descritas na biografia, mas se você não leu todas elas, aconselho cuidado! Catherine Reef descreve toda a história de cada uma das obras do início ao fim, ou seja, as descrições estão cheias de spoilers! Entretanto é bem interessante o fato de a autora ter colocado a opinião de familiares, amigos, pessoas importantes da época (como o Príncipe Regente) sobre as histórias da escritora, e até mesmo a opinião dela!

img_20161127_113954750_hdrSobre “Orgulho e Preconceito”, por exemplo, a autora gostava tanto da protagonista que criou que chegou a dizer sobre Elizabeth Bennet:

“Devo confessar que a considero a criatura mais encantadora que já esteve presente em um livro. Como devo ser capaz de tolerar aqueles que não gostam dela ao menos um pouco, eu não sei”.

“Orgulho e Preconceito” é ainda hoje, a mais querida obra entre os fãs de Austen, sendo Elizabeth Bennet e Mr. Darcy um dos casais mais adorados da literatura. Sem dúvida, se você ainda não se aventurou a ler algum livro de Austen, este é um bom começo.

Para os fãs ou curiosos sobre a autora este é uma boa biografia, e eu recomendo por ser uma leitura rápida e fácil. A autora foi bem objetiva e concisa. A diagramação e revisão estão ótimas e o livro está recheado de fotos. Vale a pena conferir!

admin-ajax

Ficha Bibliográfica

Título: Jane Austen – Uma vida revelada
Autor: Catherine Reef
Editora: Novo Século
Tradutor: Katia Hanna
Ano:
2014

Onde comprar

Livraria Cultura  | Saraiva

 

Daniela Tiemi

Olá! Sou estudante de Letras e completamente apaixonada por literatura, e grande apreciadora das obras de Jane Austen. Escrevo para blogs literários há muitos anos sobre diversos gêneros. Hoje faço parte dos blogs "Livros, Filmes & Músicas" e "Leitura e Comidinhas". Gosto de viajar, assistir filmes e séries e passar o dia de pijama, sempre que possível!