Jane Austen em citações: 30 dicas para uma vida bem sucedida

tumblr_m1maqeL6pT1r5r0jqo1_500

Já não é mais universalmente conhecido que “um homem solteiro na posse de uma boa fortuna deve estar necessitando de uma esposa”, mas muitos dos pensamentos de Jane Austen sobre amor, relacionamentos, classes, roupas e até mesmo as alegrias da natureza são surpreendentemente relevantes para a vida moderna. Aqui estão algumas das melhores citações da escritora e seus personagens.

 

SOBRE O AMOR

 

“Há tantas formas de amor quanto há momentos no tempo.”— Correspondência pessoal

 

“Nenhum homem é ofendido pela admiração de outro homem à mulher que ama; é apenas a mulher que pode torná-lo um tormento. ” — A Abadia de Northanger (1817)

 

“Metade do mundo não consegue compreender os prazeres da outra.” — Emma (1815)

 

“Quanto mais conheço o mundo, mais estou convencida de que nunca verei um homem a quem eu possa realmente amar. Eu exijo tanto!” — Razão e Sensibilidade (1811)

 

“Se te amasse menos, eu poderia ser capaz de falar mais sobre isso. ” — Emma (1815)

 

SOBRE O CASAMENTO

 

“O casamento é realmente um negócio de manobra.” — Mansfield Park (1814)

 

“Depois do casamento, o que uma moça mais gosta é de se apaixonar um pouco de vez em quando.” — Orgulho e Preconceito (1813)

 

“A felicidade no casamento é inteiramente uma questão de sorte.” — Orgulho E Preconceito (1813)

 

SOBRE HOMENS E MULHERES

 

“Odeio ouvi-lo falar sobre todas as mulheres como se fossem senhoras finas em vez de criaturas racionais. Nenhuma de nós quer estar em águas calmas todas as nossas vidas.” — Persuasão (1817)

 

“Dê a uma menina uma educação e apresente-a adequadamente para o mundo, e ela terá os meios de acomodar-se bem, sem mais despesa para ninguém.” — Mansfield Park (1814)

 

“Não se pode estar sempre rindo de um homem sem de vez em quando tropeçar em algo espirituoso.” — Orgulho e  Preconceito (1813)

 

 SOBRE A VIDA

 

“Surpresas são coisas tolas. O prazer não é reforçado, e o inconveniente é frequentemente considerável.” — Emma (1815)

 

“Conheça a sua própria felicidade. Necessite apenas de paciência, ou dê-lhe um nome mais fascinante: chame-a de esperança.” — Razão e Sensibilidade (1811)

 

“Não há nada que eu não faria para aqueles que são realmente meus amigos. Não tenho noção de amar as pessoas pela metade, não é minha natureza.” — A Abadia de Northanger (1817)

 

“A vida parece mas uma sucessão rápida de ocupações mundanas.” — Mansfield Park

 

SOBRE A ARTE

 

“Qualquer selvagem pode dançar.” — Orgulho e Preconceito (1813)

 

“A pessoa, seja ela cavalheiro ou dama, que não tem prazer em um bom livro, deve ser insuportavelmente estúpida.” — A Abadia de Northanger (1817)

 

“Sem música, a vida seria um espaço em branco para mim.” — Emma (1815)

 

“Gostar de dançar era um passo certo no sentido de se apaixonar.” — Orgulho E Preconceito (1813)

 

SOBRE A MODA

 

“Parecer bonita é uma aquisição de maior deleite para uma menina que estivera parecendo ordinária pelos primeiros quinze anos de sua vida, do que uma beldade de berço jamais poderia receber.” — A Abadia de Northanger (1817)

 

“O vestido é em todos os momentos uma distinção frívola, e a solicitude excessiva sobre ele muitas vezes destrói o seu próprio objetivo.” — A Abadia de Northanger (1817)

 

“O estilo de um homem não deve ser a regra de outro.” — Emma (1815)

 

SOBRE O LAZER

 

“Sentar-se à sombra em um dia agradável, e olhar para o verdor é o refresco mais perfeito.” — Mansfield Park (1814)

 

“Não se pode ter uma festa grande demais.” — Emma (1815)

 

“Satisfaça a sua imaginação em cada voo possível.” — Orgulho E Preconceito (1813)

 

 

“São muito dignos de pena aqueles que não tenham sido dado um gosto pela natureza no início da vida.” — Mansfield Park (1814)

 

SOBRE A SOCIEDADE

 

“É muito difícil para os prósperos serem humildes.” — Emma (1815)

 

“Eu não quero que as pessoas sejam muito agradáveis, pois me poupa o trabalho de gostar demais delas.” — Correspondência pessoal

 

“A vaidade trabalhando em uma cabeça fraca produz todo tipo de travessuras. ” — Emma (1815)

 

“Quanto mais vejo do mundo, mais estou insatisfeita com ele; e cada dia confirma a minha crença na inconsistência de todo caráter humano, e da pouca confiança que pode ser colocada sobre a aparência de mérito ou bom senso.” — Orgulho e Preconceito (1813)

 

divider79

 

 

Fonte: http://www.theguardian.com/
Foto:http://summerwillcomeagain.tumblr.com/

 

Samanta Fernandes

Blogueira aposentada, tradutora nas horas vagas e apaixonada por literatura de época há cinco anos, quando assisti por acaso o filme Orgulho e Preconceito.

  • Mariana Barbieri

    Incrível como mesmo após décadas as frases se encaixam tão bem em situações atuais. Sejam elas pessoais ou políticas.
    Gostaria d ter sido uma mosquinha da escrivaninha de Jane Austen, apenas para ter o prazer de ver a criação de cada frase.

    • Maria Sônia Oliveira

      Jane Austen, quando era bebê, foi sequestrada por uma fada e levada para conhecer o mundo… De acordo com Virginia Woolf!