Aphra Behn

Lely_Aphra-Behn-1640-89

Aphra Behn (10 de julho de 1640 – 16 de Abril 1689) foi uma dramaturga prolífica da Restauração Inglesa e foi uma das primeiras escritoras inglesas profissionais. Seus escritos contribuíram para a “Amatory Fiction”, que antecede, e em alguns aspectos, prevê, a invenção do romance.

Uma das primeiras mulheres inglesas a ganhar seu sustento como autoras, a vida de Behn é difícil de desvendar, as informações sobre ela, especialmente no início de sua vida, é pouca, mas era quase certo que nasceu em Wye, perto de Canterbury, em 10 de julho de 1640, filha de Bartolomeu Johnson, um barbeiro, e Denham Elizabeth. Os dois se casaram em 1638 e Aphra ou Eaffry, foi batizada em 14 de dezembro de 1640.

Elizabeth Denham foi empregada como uma enfermeira para uma família de ricos: os Colepeper, que viviam no local, o que significa que é provável que Aphra cresceu e passou um tempo com as crianças da família. O filho mais novo, Thomas Colepeper, descreveu mais tarde Aphra como sua irmã adotiva.

Em 1663 ela visitou uma colônia inglesa de açúcar no rio Suriname, na costa leste da Venezuela (a região mais tarde conhecida como Suriname). Durante esta viagem, ela deve ter encontrado um líder escravo africano, cuja história serviu de base para uma de suas obras mais famosas, Oroonoko, amplamente creditado como o primeiro livro que trouxe para a Inglaterra um sentido dos horrores da escravidão.

Embora pouco se saiba realmente sobre os primeiros anos de Behn, as evidências sugerem que ela pode ter tido uma educação católica. Certa vez, ela admitiu que foi “concebida para ser uma freira” e o fato de que ela tinha tantas conexões católicas,  como Henry Neville, que mais tarde foi preso. Sua simpatia para com os católicos é demonstrada também pela dedicatória de sua peça “The Rover” para o católico duque de York, que havia sido exilado pela segunda vez.

aphrascharfBehn foi firmemente dedicada à restauração do Rei Charles II. Como os partidos políticos surgiram pela primeira vez durante este tempo, Behn foi um Tory*. Tories acreditavam na fidelidade absoluta ao rei, que governa por direito divino. Behn frequentemente usava seus escritos para atacar os parlamentares Whigs*. Como a maioria dos Tories, Behn desconfiava do Parlamento desde a Revolução e escreveu propaganda de apoio à monarquia restaurada. 

Pouco depois de seu retorno à Inglaterra em 1664, Aphra Johnson casou-se com Johan Benn, que era um comerciante. Há pouca informação conclusiva sobre seu casamento, mas não durou mais do que alguns anos, pois seu marido morreu logo.

Em 1666, tornou-se Behn vinculada a corte, possivelmente através da influência de Thomas Culpepper, onde foi recrutada como espiã política para a Antuérpia, por Charles II. Seu nome de código para suas façanhas era Astrea, um nome sob o qual ela posteriormente publicou muito de seus escritos.

Behn não recebeu pagamento por seus serviços ao Rei e, por isso, não pagou suas dívidas, acabando numa prisão. Uma fonte não revelada, no entanto, pagou as dívidas de Behn, e ela foi libertada, a partir daí ela estava ao ponto de se tornar uma das primeiras mulheres que escreveram para ganhar a vida. Ela cultivava a amizade de vários dramaturgos também. Começando em 1670, ela produziu diversas peças e romances, bem como poemas e panfletos. Seus trabalhos mais populares incluem The RoverLove-Letters Between a Nobleman and His Sister, e Oroonoko. Entre seus críticos o mais notável foi Alexander Pope, contra quem ela tem sido defendida.

Aphra Behn faleceu em 16 abril de 1689, e foi sepultado na Abadia de Westminster. Abaixo, a inscrição na sua lápide :

3_2330_1556252771_ad03f39b52

   Here lies a Proof that Wit can never be / Defence enough against Mortality.

O total da carreira de Behn é mais importante do que qualquer obra particular que ela produziu. Virginia Woolf escreveu:

Todas as mulheres juntas, devem deixar cair flores sobre o túmulo de Aphra Behn … pois foi ela que lhes valeu o direito de deixar falar suas mentes.

Vita Sackville-West chamou Behn:

Um habitante da Grub Street, a melhor de todos,… um fenômeno nunca visto e… furiosamente ressentido.

Ela foi como Felix Shelling disse:

Uma mulher muito talentosa, compelida a escrever por pão em uma época em que a literatura servia habitualmente as menores e mais depravadas inclinações humanas. Seu sucesso dependia de sua capacidade de escrever como um homem.

Edmund Gosse afirmou que ela foi:

A George Sand da Restauração”,  ela viveu a vida boêmia em Londres, no século XVII como George Sand viveu em Paris no século XIX.

Adriaen van der Werff, 1689

Adriaen van der Werff, 1689

Ironicamente, no século 19, quando tanto o escritor e os trabalhos foram julgados indecentes, que a fama de Behn sofreu um renascimento extraordinário. A crítica inicial enfatizou seu status como incomum, como um escritor do sexo feminino em um mundo dominado literariamente pelo sexo masculino; recentes críticas oferecem  mais profundas discussões de suas obras.

Em uma época de libertinos, Behn se comprometeu a anunciar e analisar o desejo sexual das mulheres, manifestado em seus personagens e em si mesma. Ela se tornou favorita entre as mulheres sexualmente liberadas, muitos dos bissexuais ou lésbicas a proclamam como uma de suas influências mais positivas.

Uma fonte de especulação foi a semelhança de Behn com alguns de seus personagens. Por exemplo, em The Rover, a mesmas iniciais dos nomes de Afra Behn são os de sua heroína Angélica Bianca. Disse ela:

Eu, em vão orgulho-me de expor “Sign of Angelica”.

Ela também aparece como um personagem fictício no volume 4 de O Labirinto Mágico, e volume 5 de Deuses de Riverworld da série Riverworld do famoso escritor de ficção científica Philip José Farmer.

Algumas obras de Behn:

Peças teatrais:

  • The Forced Marriage (1670)
  • The Amorous Prince (1671)
  • The Dutch Lover (1673)
  • Abdelazer (1676)
  • The Town Fop (1676)
  • The Rover, Part 1 (1677)
  • Sir Patient Fancy (1678)
  • The Feigned Courtesans (1679)
  • The Young King (1679)
  • The False Count (1681)
  • The Roundheads (1681)
  • The City Heiress (1682)
  • Like Father, Like Son (1682)
  • O Lucky Chance (1686)
  • The Emperor of the Moon (1687)
  • Póstumas
  • The Widdow Ranter (1689)
  • The Younger Brother (1696)

Romances

  • Agnes de Castro
  • Love-Letters Between a Nobleman and His Sister (1684)
  • Oroonoko (1688)

Contos

  • The History of the Nun: or, the Fair Vow-Breaker (1688)
  • The Dumb Virgin: Or, The Force of Imagination (1700)

Poemas

  • Love Armed (1677)
  • The Disappointment (Aphra Behn) (1680)
  • On Her Loving Two Equally (1682)
  • Poems upon Several Occasions (1684)
  • The Lover’s Watch or The Art of Making Love (1686)
  • On Desire (1688)
  • To The Fair Clarinda, Who Made Love to Me, Imagined More Than Woman (1688)

Abehn1

The Rover, sua peça mais popular, se passa em Nápoles durante o tempo de carnaval, quando as proibições são removidas temporariamente, os privilégios e diferenças sociais são suspensos, e mulheres, de garotas de convento à cortesãs, tomam a iniciativa.

 

 

Amazon.com

Image11

Quando a paixão do principe Oroonoko pela virtuosa Imoinda, desperta o ciúme de seu avô, os amantes são lançados à escravidão e transportados da África para as colônias do Suriname. Sendo nobre, Oroonoko logo ganha o respeito de seus captores ingleses, mas a luta pela liberdade provoca a sua destruição.
Inspirado pela visita de Aphra ao Suriname, Oroonoko (1688) reflete a visão romântica da autora.
O romance também revela a atitude ambígua de Behn à escravidão africana – enquanto ela o favoreceu como um meio de fortalecer o poder da Inglaterra, sua obra poderosa e comovente transmite sua injustiça e brutalidade. (

Amazon.com)

PrL-section_break

*Tory é o nome do antigo partido de tendência conservadora do Reino Unido, que reunia a aristocracia britânica.

*Whig é o o partido que reunia as tendências liberais e contrapunha-se ao Tory.

* As três mais importantes escritoras do gênero Amatory Fiction foram Eliza Haywood, Delarivier Manley e Aphra Behn. Juntas, essas escritoras eram conhecidos como o Fair Triumvirate of Wit, apesar da reputação de escrita escandalosa levar alguns a chamá-las de “naughty triumvirate”. (http://en.wikipedia.org/wiki/Amatory_fiction)

*Todas as peças de Behn, contos, romances e poesia podem ser encontrados no original no site: http://www.luminarium.org

Fontes:

http://en.wikipedia.org/wiki/Aphra_Behn
http://www.amazon.com

Imagens: Google

┼Ψ╬† sσnia ┼Ψ╬┼

Gosto de tudo da Inglaterra: literatura, filmes, séries, sitcons, sotaque, educação, polidez, costumes, parques, praças, arquitetura… Tudo! Fui Influenciada pela literatura inglesa que eu li avidamente. Morar lá é o meu objetivo de vida.