10 SINAIS QUE INDICAM QUE VOCÊ É VICIADA EM JANE AUSTEN

JAUSTEN

https://novelsandnailpolish.com/tag/jane-austen/

Nos últimos tempos parece que todo mundo é fã de Jane Austen. Quem não ama a troca de olhares e respostas faiscante entre Darcy e Lizzie em Orgulho e Preconceito? Ou as sábias observações do Mr. Knightley? Ou mesmo o jeito doce de Edward Ferrars interpretado por ninguém mais ninguém menos que Hugh Grant nos cinemas?

Bem, existem fãs recentes e casuais de Jane Austen e existem os Janeites. Você é um desses fãs recentes e casuais de Jane Austen que provavelmente a conheceu por adaptações e que gosta de seus livros ou você é um viciado em tudo que se refere a ela? Estes são 10 sinais que indicam que você pode ser um Janeite:

1- O seu DVD da versão de 1995 de Orgulho e Preconceito pula automaticamente para a cena da camisa molhada.

firth

Tradução: “Perdoe-me. seus pais estão com boa saúde?”

Austen faleceu cerca de dois séculos atrás, mas a explosão de amores por Jane Austen na contemporaneidade aconteceu em 1995 quando foi ao ar sua aclamada minissérie de Orgulho e Preconceito – notável pela fidelidade aos diálogos da obra, exceto pela cena não presente nos livros, que causou um frenesi geral, em que o Mr. Darcy de Colin Firth, revigorado por um banho gelado no lago, caminha divinamente sobre a grama verde de Pemberley com uma camisa branca, molhada e colada, atraentemente, ao seu másculo peitoral.

Sim, há  Janeites que preferem o Darcy mais sombrio e deliciosamente fofo de Matthew Macfadyen na adaptação de 2005 e há até mesmo aqueles que nunca se esquecerão de Laurence Olivier materializando o proprietário de Pemberley pela primeira vez nos cinemas. Mas, para a maioria de nós, o sexy e emotivo Colin Firth é “O cara”. Porque, sério… como não se apaixonar por aqueles olhinhos de cãozinho abandonado quando ele se encontra com a Lizzie em Pemberley?

2- Você tem todos os livros, mas mesmo assim ainda compra outras edições.

A maioria dos Janeites nunca se recuperaram – nem vão se recuperar – do triste fato de que Jane Austen escreveu apenas seis romances. Jane faleceu aos 41 anos e certamente teria deixado mais obras para que pudéssemos ler e reler até nos cansar se tivesse vivido mais. Só de pensar nisso já ficamos loucas. Talvez seja por isso que os Janeites parecem compelidos a ficar comprando novas edições: comentadas, ilustradas, com tradução diferente, edição de bolso, com capa dura, com capa mole, com capa mais sombria ou mais alegre e por aí vai…

3- Você chorou assistindo a Miss Austen Regrets e outros filmes e/ou documentários e livros inspirados na vida de Jane.

Porque nós sabemos que a vida de Jane chegou ao fim muito cedo e que, embora todos os seus romances tenham acabado alegremente com casamentos e uniões felizes, sua própria vida não lhe proporcionou isso.

Parece estranho que Jane Austen escrevesse tanto sobre o amor e as relações de seu tempo sem ela mesma ter vivido um grande amor. É por isso que nós sempre choramos quando assistimos a certos filmes que, apesar de possivelmente pouco fiéis à vida da nossa amada escritora, parecem oferecer uma alternativa ao que realmente aconteceu. É reconfortante saber que ela pode ter vivido um grande amor semelhante ao filme Becoming Jane (Amor e Inocência) ou ao livro Jane by the sea por mais improvável que isso seja.

Por outro lado, talvez se Jane tivesse se casado, não tivesse tido tanto tempo para desenvolver sua escrita, ocupada com os afazeres da casa e com filhos. De qualquer jeito, um legítimo Janeite não deixa de se emocionar ao pensar na história desta mulher tão à frente de seu tempo, tão sábia e ainda assim tão humana como podemos perceber através de suas histórias e do filme Miss Austen Regrets, que tem um toque mais realista e fiel ao final da vida da escritora.

4- Você sabe a carta do Capitão Wentworth de cor (ou pelo menos boa parte dela).

tumblr_n9uauvFfwH1s4qo3to1_500

Uma fã casual de Jane Austen deu pulinhos de alegria quando leu a carta do Capitão Wentworth para Anne no final de Persuasão, um verdadeiro Janeite já leu a bendita tantas vezes que sabe de cor. Isso mesmo. Em toda a literatura, são raras as declarações que possam se comparar a do Capitão para a nossa heroína e não cansamos de lê-la:

Não posso mais ouvir em silencio. Preciso falar com você, pelos meios que disponho no momento. Você trespassa minha alma. Sou metade agonia, metade esperança. Não me diga que é tarde demais, que sentimentos tão preciosos foram-se para sempre. Ofereço-me para você de novo, com um coração muito mais seu, do que quando você quase o despedaçou a 8 anos atrás. Não se atreva a dizer que o homem esquece mais rápido que a mulher, que seu amor morre mais cedo. Eu tenho amado somente a você, mais ninguém. Injusto posso ter sido, fraco e ressentido também, mas nunca inconstante. Você, apenas você trouxe-me para Bath. Faço planos pensando em você.  Você ainda não percebeu? Terá você falhado em entender meus desejos? Eu não teria esperado nem esses 10 dias, se pudesse ter lido os seus sentimentos, como eu penso que você penetrou nos meus. Quase não posso escrever. A todo instante ouço alguma coisa que me atordoa. Você abaixa sua voz, mas eu posso distinguir seus tons mesmo quando perdido em meio a outros. Boníssima e excelente criatura! Você nos faz justiça, deveras. Creia nisso, mais fervoroso e constante. Devo partir – incerto da minha sorte – mas voltarei ou seguirei o seu grupo, assim que possível. Uma palavra, um olhar, serão o suficiente para que eu decida, ir a sua casa, esta noite ou nunca.

F.W.

5- Você se sente em um livro da Jane Austen sempre que toma chá.

tumblr_m677s29xom1r4grm0o3_r1_500

Aqui no Brasil faz um calor de rachar e não são muitas as oportunidades que temos de desfrutar de uma deliciosa xícara de chá aos modos ingleses: numa bela tarde chuvosa com um bom livro clássico para acompanhar. Mas quando temos  essa raríssima oportunidade diante de nós, agarramos com as duas mãos e nos sentimos dentro dos livros da Jane Austen.

Para quem não é um Janeite, pode até parecer um exagero, mas só quem é verdadeiramente viciado em Jane Austen se sente tomando um chá com Catherine, Emma, Anne, Fanny, Elizabeth, Elinor e Marianne. Confesso que já me imaginei até mesmo tomando um chá com Lady Catherine de Bourgh e lhe dando umas boas respostas.

6- Você já quis (ou comprou) um vestido no estilo regencial.

tumblr_n92jdvXR2J1r38kv3o1_500

Você frequentemente se pega pensando em como seria viver dois séculos atrás, dançar até cansar nos bailes e se vestir com aqueles vestidos elegantes que vemos nas adaptações. Você até já pesquisou na internet sobre isso e de vez em quando se pergunta se os outros achariam muito estranho se você saísse na rua com um deles.

Mais ainda, você já se pegou imaginando como seria dançar com um dos queridos heróis de Austen, sendo uma Emma mais madura só para ter o coração do Mr. Knightley, ou discutindo sobre livros nas reuniões em Bath com Mr. Tilney. O fato é que o mundo seria um lugar bem melhor para se viver se pudéssemos nos vestir daquela forma e os homens também aderissem à moda dos heróis austenianos.

7- Você já quis ir para Austenlândia.

tumblr_n5sl6yYmyE1qg9jbqo1_500

Por mais criticada que possa ser, a Austenlândia de Shannon Hale é o lugar dos seus sonhos e você sentiu pelo menos uma pontada de inveja da Keri Russell na adaptação para os cinemas do livro de Hale. Um lugar, em pleno século XXI, onde todos se comportam e se vestem como nos livros de Jane parece a realização de todos os nossos desejos e absolutamente não cairia mal passar o resto da nossa vida uns dias por lá.

8- Você compara as pessoas que conhece aos personagens dos livros de Jane Austen.

Sim, se a sua mãe não é como a Mrs. Bennet, certamente você tem uma tia ou avó que encarne o papel perfeitamente: louca para ver você namorando ou a caminho do altar, com alguém “bem de vida” de preferência, e que não perde a oportunidade de tentar te juntar com alguma pessoa que ela conheceu ou filho (a) de uma amiga ou alguém assim.

Também tem o seu Collins: aquele cara enjoado que não larga do seu pé e que, por você ser gentil, acredita que está dando mole para ele. O mesmo vale com relação à Caroline Bingley e à Lucy Steele para os rapazes.

Além desses, Isabella Thorpe é o que não falta, não é mesmo? A amiga meio falsiane da Catherine em A Abadia de Northanger com certeza deve ter alguém que a represente em sua vida, para não falar no irmão dela…

Enquanto isso, nada de Darcys, Edwards, Edmunds e Knightleys… O que nos leva ao próximo sinal:

9- Sua vida amorosa nunca mais foi a mesma.

tumblr_mzmow06BZk1qzub73o1_500

Tradução: “estou solteira porque, aparentemente, os únicos homens bons são fictícios”

Se você não tem um companheiro ou companheira, provavelmente isso é devido à Jane Austen. Se você tem e fica comparando com os protagonistas de Emma, Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, Persuasão, A Abadia de Northanger e Mansfield Park, obviamente, isso também é culpa da escritora inglesa.

É impossível ler qualquer um desses livros e não se apaixonar por seus personagens principais, mais difícil ainda é não comparar qualquer potencial interesse amoroso que apareça (ou já faça parte) de sua vida com eles. De modo positivo ou negativo. Porque se você ainda não tem alguém, qualquer pessoa que passar pelo seu caminho passará pelo severo julgamento que constatará se ele é um cavalheiro tão digno quanto os austenianos ou mocinhas tão espirituosas quanto as heroínas da autora ou não. Esse julgamento pode ser algo positivo na sua vida, porque então você escolherá a melhor pessoa para lhe acompanhar ou negativo, porque, nos dias de hoje, homens com o caráter semelhante ao dos nossos heróis são bem raros e mulheres com o gênio de Lizzie Bennet também são difíceis de encontrar e isso pode ser a sua ruína. De um jeito ou de outro, sua vida amorosa nunca mais foi/será a mesma.

10- Você nunca se cansa de assistir às adaptações ou ler os livros.

Youve-definitely-fallen-love-characters-book-before

Se tiver passando algum dos filmes ou minisséries na TV, indiscutivelmente, você vai parar para assistir e, toda vez que você vê os livros na estante e bate aquela vontade de reler, você vai fazê-lo simplesmente porque você nunca terá o suficiente de Jane Austen e de seus personagens. Porque é sempre bom ter contato com uma boa dose de bom humor e diálogos inteligentes e espirituosos no dia-a-dia cada vez mais corrido de nossas vidas, e que melhor fonte para encontrá-los senão nas obras de Jane Austen? Seus livros são uma boa pedida para o intervalo no trabalho ou para a volta para casa, antes de dormir, no domingo à tarde, em qualquer horário.

Jane Austen nunca é demais e um verdadeiro Janeite sabe disso muito bem.

Enza G. Said

Capixaba, acadêmica de Direito, amo a cultura inglesa, mas sonho em morar no sul da França. Sou apaixonada por música clássica, chá, cheiro de chuva e filmes antigos; passo horas relendo trechos dos meus livros favoritos e toco piano nas horas vagas. Contato: enzasaid@gmail.com

  • Cinthia Barbosa

    Parabéns, muito bom!! Me identifiquei com vários tópicos aqui ! Jane Austen sempre !!

    • Enza Said

      Obrigada! Muito amor por Jane <3

  • Raquel

    Amo esses tipos de postagens e vejo que, normalmente me encaixo na maioria das categorias 😉
    Jane Austen <3

    • Enza Said

      Muito amor!

  • Adorei esse texto!!!!!! Sério, eu comecei a ler e fui ficando impressionado porque… É tudo verdade!
    Parabéns, Enza! Esse aí foi bem inspirado, hehehe.
    Beijos!

    • Enza Said

      Obrigada, Rebeca! Ganhei Obras Inacabadas da Jane essa semana, talvez isso explique um pouco hahaha beijinhos <3

  • Patricia Barreto Canabarro

    Adorei!!Difícil não terminarmos o texto com um sorriso no rosto,e pensando em como todas nós reagimos da mesma forma em relação ao mundo de Jane Austen!!Um abraço!!

    • Enza Said

      Obrigada! Uma das maiores alegrias da vida é quando encontramos pessoas com gostos semelhantes aos nossos e com quem nos identificamos de certa forma. Sabia que não era sozinha nesse vicio por Jane Austen hahaha beijos

      • Patricia Barreto Canabarro

        Verdade!!Pois é,somos muitas,e isso é maravilhoso!!E estou sempre tentando angariar mais fãs para a nossa amada autora!Bjss!

  • Andressa Petrova

    Minha mãe é a Mrs. Bennet
    haha

    • Enza Said

      Hahaha minha mãe não é tããão ruim quanto Mrs. Bennet, mas a minha avó…

  • Jeanne Cardoso

    a sociedade fofoqueira e casamenteira ainda existe!